Goiás adere às placas Padrão Mercosul e lança hoje edital sem valor adicional

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) lançará, nesta quarta-feira (12), segundo o Jornal O Popular, o edital para a escolha das empresas que irão fabricar e estampar as placas Padrão Mercosul. O lançamento do novo padrão foi realizado ontem pelo ministro das Cidades, Alexandre Baldy, no Rio de Janeiro.

O Estado do Rio já começou a emplacar os novos carros e a realizar as transferências com as modificações ontem mesmo. Goiás e os demais Estados brasileiros têm até 1º de dezembro para realizarem a mudança.

Ainda segundo a matéria publicada pelo Jornal O Popular, o Detran Estadual não deverá cobrar a mais pelas novas placas e que os valores podem, inclusive, ser inferiores.

“Em Goiás, o Detran informou que o edital também estipula que os valores das placas sejam os mesmos ou inferiores ao que é cobrado atualmente. O valor praticado atualmente é de R$ 190,40”, diz trecho da matéria, acrescentando que “poderá concorrer na disputa qualquer empresa que esteja credenciada junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para o serviço.”

O novo modelo de placa propiciará mais segurança aos proprietários e facilitará o serviço das polícias, dificultando a clonagem de veículos no Brasil.

O Rio de Janeiro é o primeiro estado no país a disponibilizar as placas no padrão Mercosul, já utilizadas na Argentina e no Uruguai. Além do QR Code, outro item de segurança na nova placa é a marca d´água com o nome do país e do Mercosul, que evita a falsificação e praticamente impossibilita a clonagem, e estará grafada na diagonal ao longo das placas.

No Brasil, a placa terá uma tira holográfica do lado esquerdo e um código bidimensional que conterá a identificação do fabricante, a data de fabricação e o número serial da placa. Os outros 26 Detrans estão em processo de homologação para implantação do novo modelo de placa desde 1º de agosto de 2018. O prazo termina em 1º de dezembro deste ano.

O ministro Alexandre Baldy destaca que o principal objetivo da medida é contribuir com a Segurança Pública. “Esperamos que essa nova tecnologia da placa possa encerrar, definitivamente, as fraudes e clonagens de veículos. Será um grande avanço para as polícias, que terão meios mais eficientes para o rastreamento. E conseguimos, aqui no Rio de Janeiro, implementar isso tudo e oferecer a nova placa pelo mesmo preço da atual”, afirma.