Em Luziânia, Baldy anuncia R$ 65 milhões para obras de saneamento integrado e a contratação de 300 moradias

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, anunciou, nesta segunda-feira (26), em Luziânia, recursos da ordem de R$ 65 milhões, sendo R$ 59 para Saneamento Integrado na região e R$ 6 milhões para a construção de uma unidade escolar. Durante a cerimônia, que contou com a presença do prefeito, Cristóvão Tormin, o ministro anunciou ainda a contratação de 300 unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), que beneficiarão aproximadamente 1.200 pessoas na região.

Serão executadas obras do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) da Região Jardim Ingá I, da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Palmital e Saneamento Integrado da Região Jardim Ingá II. O investimento será destinado ainda para a construção de uma escola com quadra coberta, piscina, auditório, biblioteca, laboratórios e refeitório.

“Cada real investido em saneamento representa de 4 a 5 reais de investimento em saúde pública para a população. Quero agradecer ao secretário Nacional de Saneamento Ambiental, Adailton Trindade, que veio nos ajudar no ministério e é extremamente preocupado com a possibilidade de coleta e de tratamento, principalmente, do esgoto sanitário brasileiro”, declarou o ministro.

Baldy falou da responsabilidade que a prefeitura de Luziânia tem com a execução dessa obra. “Os recursos serão liberados de acordo com cada medição apresentada pela CAIXA ao Ministério das Cidades. É fundamental fiscalizar o andamento da obra e assegurar os recursos para que a prefeitura possa entregar esses tão sonhados benefícios à comunidade do Jardim Ingá”, afirmou.

Na oportunidade, o ministro explicou que, quando assumiu a pasta, eram 180 mil unidades habitacionais paralisadas em todo o Brasil. “Nós já retomamos mais de 150 mil moradias e o presidente Michel Temer permitiu que retomássemos a contratação de unidades na modalidade Entidades. Para Luziânia, anuncio a contratação de 300 moradias para famílias que moram de aluguel ou em condições insalubres e que sonham com a casa própria”, destacou.

“Hoje, são mais de 80 milhões de reais de investimentos entre moradias e obras de saneamento integrado para a cidade, com a geração de emprego e renda durante a sua execução. Ao final, a prefeitura vai entregar água, esgoto coletado e tratado, infraestrutura com calçamento, asfalto e escola, bem como moradias”, concluiu.

O prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin, agradeceu ao ministro por atender ao distrito do Jardim Ingá. “Escolhemos a região do Jardim Marília para receber uma escola em tempo integral. Nunca ninguém olhou para esse distrito antes. Com a presença efetiva do ministro nos municípios e com esse olhar diferenciado para as pessoas que tanto precisam é que as coisas mudaram”, afirmou.