Balanço #BaldyMinistro: Implantação de políticas inclusivas e sustentáveis na Mobilidade Urbana

O Brasil enfrenta diversos desafios com relação à mobilidade urbana, que interferem diretamente no direito constitucional de ir e vir de cada cidadão. O objetivo do até então ministro nessa área foi o de fomentar a implantação da política de mobilidade urbana para proporcionar o acesso universal à cidade, de forma segura, socialmente inclusiva e sustentável.

Para avançar nessa questão, Baldy entregou 48 obras totalmente concluídas, o que corresponde a um investimento de R$ 466,83 milhões. “No início da gestão, havia 161 obras paralisadas, das quais retomamos 76 obras em 19 unidades da federação e em 64 municípios”, frisa o goiano.

O Corredor Estrutural Leste, em Uberlândia (MG), foi parcialmente entregue; assim como o Terminal de Integração do Parque Piauí, Corredores Exclusivos de Ônibus Sul I e Sul II e três novos trens, em Teresina (PI); novo viaduto do Complexo da Lagoinha, Centro de Belo Horizonte (MG); parte do 2° Trecho do BRT Almirante Barroso e Augusto Montenegro, do Via Metropolitana, em Belém (PA); Parte do empreendimento “Adequação Urbanística Estrutural/Mobilidade Urbana – Passagem Subterrânea Praça Sacadura Cabral”, em Mogi das Cruzes (SP)”.

No Programa Avançar Cidades Mobilidade Urbana, foram efetivados 16 Contratos de Operação de Crédito, perfazendo R$ 94,20 milhões de recursos de financiamento a ser investido em três estados e 15 municípios, correspondendo a R$ 103,25 milhões de investimentos. Além disso, foram selecionadas 108 propostas para o programa, que totalizam R$ 815,93 milhões de recursos de financiamento a serem investidos em 10 estados e 101 municípios brasileiros.