Alexandre Baldy visita MP-GO e apresenta investimentos realizados no estado

O Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, visitou nesta segunda-feira (07) a sede do Ministério Público de Goiás (MP-GO). Ele foi recebido pelo Procurador Geral de Justiça, Benedito Torres Neto, e por outros membros do MP, e falou sobre o andamento de importantes obras encaminhadas pelo Ministério no estado de Goiás e em Goiânia, que têm sido monitoradas pelo Ministério Público.

Entre os benefícios encaminhados à Goiás, apresentadas pelo Ministro aos promotores e procuradores, está à autorização de quase R$ 20 milhões para recuperação do calçamento de ruas, com novos recursos de acessibilidade, do Centro Histórico da cidade de Goiás, tombado pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade. O projeto está sendo elaborado em parceria com elaborado em parceria com o Ministério Público.

Na reunião, Benedito Torres lembrou que Baldy tem sua história ligada ao MP goiano, já que seu pai, Joel de Sant’Anna Braga, foi membro da instituição por 30 anos, além de ter sido um dos fundadores da Associação Goiana do Ministério Público (AGMP).

O ministro agradeceu a recepção dos presentes. “É uma honra estar aqui como ministro de estado. Estar no lugar que meu pai trabalhou por 30 anos, ajudando a melhorar a vida das pessoas de nosso estado e valorizando o papel do Ministério Público. Trabalho para continuar esse caminho de levar o melhor aos nossos goianos”, comentou.

O procurador geral exaltou a gestão do ministro à frente da pasta. “Alexandre Baldy praticamente cresceu dentro do MP, por conta da história que seu pai, Joel Braga, teve nesta instituição por mais de 30 anos. Mesmo aposentado, ele continuou contribuindo com o MP. À frente do Ministério das Cidades, Baldy tem representado bem Goiás e trazendo muitos benefícios para nosso Estado”, afirmou.

Ao final do encontro, o ministro recebeu das mãos do chefe de gabinete da PGJ, Jales Guedes Mendonça, documentos históricos em relação à atuação de seu pai na instituição. “Fico muito agradecido pelos documentos que levarei até meu pai e deixo sempre as portas do ministério aberta aos promotores e a toda a instituição”, reiterou.